Total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

REAPRENDENDO A AMAR





REAPRENDENDO A AMAR

Luiz Eduardo


"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"
Antoine de Saint-Exupéry



A maior experiência da vida sem dúvida é o amor.

Podemos interpretar o amor, racionalizar o amor, o que talvez seja nossa tendência natural, mas o amor é para ser vivido, sentido. Experenciado em nosso cotidiano.
Se você sentir algo em seu coração, permita que os teus queridos conheçam esse sentimento. O amor é como espelho e quando amamos alguém nos transformamos em espelho dessa pessoa e ela o nosso.

O amor verdadeiro é criativo, construtivo, edificante e inspirador. Nunca destrói...

Ame em cada momento de sua vida. Viva o agora, o já.
Quando amar realmente ame, sem medos, sem reservas, abrindo mão das memórias.
Quando falar com alguém realmente fale, sinta a presença do outro.
Quando olhar o por do sol, a chuva que cai, uma flor, sinta isso. Perceba o Amor de Deus por nós se manifestando em nossa vida todo tempo.
Quando brincar com uma criança ou um animal de estimação, realmente brinque. Sinta esse momento e perceba o amor incondicional e ilimitado fluir.
O amor tem os braços abertos. Se você fechar seus braços só irá abraçar a si mesmo e ficará aprisionado no mundo do ego e das memórias.

Amar é se permitir tocar o coração do outro e ser tocado também no coração.

Um homem, uma mulher, uma criança, um animal, a natureza, a vida... Tudo é expressão do amor. O amor transcende e multiplica.

O amor é ignorado pela ciência, mas ele brota no coração, originário do ser humano, de sua essência divina. Precisamos de amor como do ar para respirar.

Amor acolhe. Acolhe mo-nos!

Não esqueçamos que tudo principia na própria pessoa.

Quer amor? Seja amor! Essa é a matemática.

Fonte: http://luizeduardogfilho.blogspot.com/2011/02/reaprendendo-amar_21.html



2 comentários:

Rosangela NEKINHA disse...

O Pequeno Princepe,li quando menina e nunca mais esqueci,de suas verdadeiras lições de vida,amor ao próximo.!!!!!!!!!!!!!!

Rosangela NEKINHA disse...

Se tu vens ás quatro da tarde,desde ás três eu começarei a ser feliz